Hoje é meu aniversário

Eu acreditava e muito nas pessoas que falam que foram curada da depressão, hoje não acredito mais. Hoje é meu aniversário e eu ainda não saí da cama, só levantei para pegar umas compras do mercado. Eu tô sem forças, sem ânimo. Eu me animo e converso quando alguém vem me visitar, mas quando vão embora, entro pro casulo de novo. Se fico conversando por mensagem, posso até esquecer a tristeza, mas quando paro de falar, sinto tudo de novo. É esse vai e vem. É só uma distração porque ela não me deixa.

Minha casa está uma bagunça. Eu olho e apenas me deito. Desde a minha última crise, melhorei, mas estou no estado natural de como tenho convivido comigo mesma, saio, danço, volto pra casa e choro, me angustio. Eu nem sei o que procuro, sei apenas ficar triste, virou parte de mim. Vejo todo mundo vivendo, fazendo coisas legais e eu não tenho vontade de fazer nada, mas tento fazer. Porém, não tem bom sabor, não tem alegria, eu faço para continuar me enfrentando. Eu posto várias fotos minhas em rede social, mas me sinto uma fraude. Viver doi e cansa, mas ao mesmo tempo ainda acho que é melhor estar viva.

Já recebi várias mensagens de pessoas falando coisas boas sobre mim, mas não vejo nada disso. Hoje faço 30 anos e eu já chorei, quis tomar remédio pra dormir e acordar só amanhã, mas nada fiz. Só estou deitada. Não comi, permaneço deitada. Não sei como vocês aguentam enfrentar tudo, mas eu tô aqui deitada. Depois que perdi o emprego, meus dias têm sido assim. Já contei aqui que nunca pensei em tirar minha vida de fato, mas tinha desejava que algo acontecesse. Por poucas vezes eu tive o desejo mesmo de fazer algo contra mim, mas sempre desejei que eu morresse logo. Na minha última crise depressiva, entrei em contradição com isso várias vezes. Eu tenho muita vontade de morrer. Algumas vezes isso é bem intenso, mas quando as coisas começam a melhorar, essa vontade diminui, mas parece que ela não acaba. É um turbilhão de pensamentos horríveis sobre viver.

Talvez eu nem queira morrer mesmo, mas quero que esse sofrimento acabe. Lidar com questões tão pesadas sobre toda minha história de vida é algo que ainda está sendo tratado na terapia, mas esse processo pode levar anos e eu às vezes acho que não quero esperar tanto. Eu gosto de viver, mas não gosto da vida que eu tenho e de como todos esses transtornos e como essa doença influencia em praticamente tudo sobre mim.

Ouvir o tempo todo de que sou forte, me faz sentir fraca. Mas a depressão e a ansiedade não é sobre ser fraca ou forte, é sobre ser humana e ter desenvolvido uma doença. Estou tentando pensar assim para prosseguir. Por outro lado, preciso agradecer porque estou viva e por ter todos vocês pra ler o que eu tenho a dizer. Não é sobre mim totalmente, é sobre viver, sobreviver, é sobre todo mundo que tem depressão.

Obrigada!

 

 


Publicado em: 13 de setembro de 2017

0 Comentários



Deixe o seu comentário!